A afasia consiste num distúrbio da comunicação como consequência de uma  lesão cerebral, como um acidente vascular, um trauma ou um tumor cerebral. Pode, assim, afetar a capacidade de falar e de compreender outras pessoas, a leitura e a escrita, sem que haja alteração da inteligência. A causa mais comum da afasia é um acidente vascular cerebral, sendo que 25-40% das pessoas com acidente vascular cerebral sofrem deste distúrbio. É mesmo mais comum que a doença de Parkinson, a paralisia cerebral ou a distrofia muscular. Esta sequela é altamente incapacitante, inclusive a nível profissional pois, para além das dificuldades de comunicação, pode gerar paralisia ou fraqueza dos membros direitos, perda de visão e memória; distúrbios emocionais entre outros. Diagnostica-se através deteção da lesão cerebral (com ressonância magnética) e pela análise do discurso, repetição de palavras e compreensão de ordens simples. O tratamento é maioritariamente realizado por fonoaudiólogos (terapeutas da fala) num processo moroso e progressivo e a sua prevenção tende a evitar o surgimento de lesões cerebrais como o exemplo de AVCs pela mudança de hábitos alimentares e realização de exercício físico frequente.


Se desejar, marque uma consulta de avaliação com um dos nossos médicos especialistas ou entre em contacto connosco.